Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

...adaptar.

Ler. Sentir. Cuidar.

...adaptar.

Ler. Sentir. Cuidar.

Review || Uriage Hyséac K18 Cuidado Queratolítico

IMG_8317.JPG

 

Continuando na saga dos poros dilatados, que começou aqui...

Por recomendação de uma farmacêutica especializada em cuidados de pele, cheguei ao Uriage Hyséac K18.

 

A marca diz que...

 

Trata-se de uma emulsão leve, delicadamente perfumada, desobtrui os poros para uma pele mais limpa e livre de imperfeições, assentando em três ações: 

Desincrusta - Reduz eficazmente os poros e limita o aparecimentos de novas imperfeições graças ao complexo AHA+BHA muito bem tolerado.

Afina o grão de pele - Alisa significativamente o grão da pele e diminui os poros.

Matifica - Limita o excesso de sebo, causador de novas imperfeições graças ao extracto de Licorice.

 

Eu digo que...

 

Logo nas primeiras aplicações notei ligeiramente a diminuição do tamanho dos poros mas estava à espera de algo mais espetacular.

Não desisti do produto, até porque não foi particularmente barato, e após mais algumas utilizações comecei a notar a magia do produto - ele é de fato desincrustante. De vez em quando, quando passo a mão pelo rosto sinto pequeninas bolas de sebo seco a sair (é estranho dizer desta forma mas não é monstruoso como parece). Dá a ideia de que o produto limpa efetivamente o poro, ao fazer que as impurezas que o preenchem tornem-se mais sólidas e fáceis de serem expelidas.

É também visível o efeito que tem no alisamento da pele e consequentemente na luminosidade saudável da mesma. Não sinto que seque ou oleie em excesso a minha pele mas a minha experiência é com pele seca, noutros tipos de pele não sei como reage. 

Apesar de ter instrução para ser aplicado de manhã e à noite, prefiro utilizá-lo só à noite porque como tem uma ação com ácidos prefiro não arriscar o contato com o sol. Já utilizei-o durante o dia sem grandes problemas mas sempre com protetor solar.

 

Tenho este produto há quase 1 ano e está prestes a terminar. Não sei se vou sair a correr para comprá-lo de novo mas algo me diz que vou notar diferenças se passar muito tempo sem aplicá-lo. Veremos.

 

Para já, está adaptadíssimo.  

 

 

 

 

Review || Caudalie Máscara Peeling Glicólica

Caudalie Glicolic Peel _adaptar.jpg

Tudo começou com a existência de poros abertos. Eles não estavam cá e não sei o que motivou o surgimento, para além do fator natural de envelhecimento da pele. Mas eu não gosto, de todo! E uma das principais razões para não gostar é que veio alterar as minhas rotinas de cuidados de pele. Toda uma vida a identificar e a testar produtos, técnicas e ingredientes que melhor combinam com a minha pele seca e reativa, para agora ter de adicionar poros e oleosidade à lista das minha preocupações nesta temática. 

Começaram então as pesquisas... Até chegar à Máscara Peeling Glicólica da Caudalie

 

Segundo a marca, "a Máscara Peeling Glicólica destina-se a quem tem uma tez baça e que procura obter uma pele perfeita.Este cuidado ""flash de beleza"" faz o trabalho de um esfoliante e de um peeling para renovar a pele." E tem como ingredientes ativos o ácido glicólico (com ação esfoliante química), a papaia (com ação esfoliante e iluminadora) e a viniferina (com ação anti-manchas). 

 

Segundo a minha experiência: Após 3 meses de utilização, com uma regularidade média de 1 vez por semana, estou viciada no aspeto com que ela deixa a minha pele. Noto uma limpeza mais profunda e um alto alisamento no grão da pele. Para além de que a promessa de iluminar a pele é cumprida na perfeição. Tem um cheiro ativo que não interfere com a minha pele sensível e tem uma textura cremosa/esponjosa que nem seca nem oleia demasiado a pele. Fica no ponto certo. Em relação aos poros propriamente ditos, noto muitas diferenças positivas quando a uso com maior regularidade e por outro lado, noto as diferenças negativas se fico mais algum tempo sem a utilizar. O que me faz acreditar que será um produto to keep.

 

De tudo o que já pesquisei até ao momento, os poros abertos parecem ser algo de difícil ou quase impossível tratamento numa visão de "cura". É possível uma ligeira diminuição dos poros ou ilusão dessa mesma diminução, sem que haja um fecho efetivo e definitivo dos poros. Por mais que não gostemos, os poros são condição natural deste grande orgão que é a pele. 

 

Faz sentido adaptarem à vossa rotina?

 

 

 

 

 

 

Back to basics_ Skin makeup

BTB.png

 

Todas as vezes que escolho a maquilhagem que quero levar comigo em viagem e percebo que aquela meia dúzia de coisas está a resultar, levanto sempre a mesma questão: "Se consigo resolver a minha vida com estes produtos que escolhi, porque raio hei-de ter mais 500?"

Cheguei a um ponto em que fui (e ainda estou!) apoderada pela decisão de deixar de lado a loucura de testar todos os produtos que, por uma razão ou por outra ficam-me debaixo de olho e constituir a minha nécessaire com menos produtos, garantindo que são os melhores para mim. Isto porque a gaveta da maquilhagem começa a ficar cada vez mais pesada e alguns produtos são usados pouquissímas ou nenhumas vezes. Esta filosofia de "poucos mas bons... e usáveis" será algo a seguir. Por exemplo, em vez de ter 50€ em 5 bases, prefiro ter 1 ou 2 que me encham o coração e que me libertem espaço. 

É então hora de adaptar! Uma vez que escolher nem sempre é o meu forte, apoio-me em pequenas questões que envolvem a minha pele, as minhas necessidades, o meu budget, o meu gosto pessoal e os produtos em si. E desengane-se quem pensa que acerta à primeira... É preciso algum calo de auto-conhecimento e de know-how sobre os produtos. Eu ainda não cheguei onde pretendo ao nível desses conhecimentos mas reconheço já ter ultrapassado algumas etapas. Gosto de ler, de ouvir e sobretudo gosto de perguntar diretamente a alguns especialistas, sobretudo a jornalistas de beleza.

Voltando ao processo de escolha... Depois de perceber o que tenho e o que quero manter, procuro terminar os restantes produtos que apesar de gostar não irão ter espaço na minha nécessaire final e adquirir os que julgo fazerem-me falta. Será importante não esquecer, que devido às diferenças entre a pele de Inverno e de Verão, haverão no mínimo 2 produtos para cada categoria. Apesar de parecer uma batotice de quem não consegue reduzir o número de produtos, a verdade é que os produtos de maquilhagem (e não só) não respondem da mesma forma consoante o estado do tempo.

 

Vou começar por fazer o meu brainstorming em voz alta (ou melhor, escrita alta) para os produtos de maquilhagem para a pele, dos que gosto para a minha pele...

 

Primer

Como já tinha testado o Smashbox Photo Finish e tinha gostado da textura de silicone, decidi apostar no Lancôme Pro Base, indicado para todos os tipos de pele. É o único que tenho atualmente e resulta perfeitamente para os dias que quero garantir a durabilidade da maquilhagem. Apesar de algumas bases não serem compatíveis com primers  à base de silicone, até ao momento não tenho qualquer queixa. Em todo o caso, desejo também um primer que seja à base de água, com maior poder de hidratação.

Algo me diz que irei amar o luxuoso Esteé Lauder x Victoria Beckham Morning Aura, pela nutrição e pela luz mas é um produto  de difícil acesso, em todos os sentidos. Nunca o encontrei numa bancada da Esteé Lauder e é caro para xuxu!

No entanto, existem outros sobre os quais tenho curiosidade de testar, comparar e poder escolher, ou não. São eles: o Too Faced Hangover; o Make Up For Ever's Step 1 Skin Equalizer Smoothing e o M.A.C. Prep + Prime.

  

Base

Easy!!

Chanel Vitalumière Aqua estará comigo para sempre e em todas as estações.... Assim como a Yves Saint-Laurent Touche Éclat Le Teint. Ambas já tiveram review aqui no blog.

A minha base "reforço de Verão" é a Clinique Beyond Perfecting. Primeiro, porque é mais resistente à oleosidade e transpiração e depois porque comprei-a no meu tom de pele versão bronzeado. 

Confesso ter ficado com um crush platónico pelas bases na versão "Air", sobretudo a da Dior Diorskin Nude Air mas até agora não testei nenhuma, pelo que ainda não me fazem falta. Uma outra base que quis/quero testar e nunca consegui encontrar é a Yves Saint-Laurent Fusion Ink Cushion

Menções honrosas para: Guerlain Lingerie de Peau, para continuar nas bases de aspeto natural; Armani Luminous Silk, pela cobertura e pela luz e a Clarins Everlasting pela cobertura. 

 

Corrector

Esta categoria é difícil, muito difícil... Porque gosto que o corrector disfarce as olheiras azul/acastanhadas, que ilumine sem parecer artificial, que não se enfie nas linhas de expressão e que combine com o pó seja ele fixador ou finalizador. 

Das minhas escolhas efetivas, o corretor Benefit Boi-ing é sem dúvida um queridinho especial, sobretudo para cobrir olheiras os manchas mais escuras. O M.A.C. Pro Long Wear Concealer convence-me pela sua durabilidade e tem ótima cobertura. E o Clarins Instant Concealer é a iluminação e a naturalidade que eu tanto gosto.  

Neste momento o menino dos meu olhos é o Chanel Correcteur Perfection, que apesar de, por pouco, não ter a cobertura que preciso para as minhas olheiras, ele é o que melhor consegue conciliar as minhas necessidades e gostos. 

O único (cof! cof!) corrector que neste momento está na minha lista "a ser testado" é o Sisheido Perfecting Stick Concealer. Há uns dias atrás, esteve a um triz de ser comprado, por ter acumulado um cupão de promoção de aniversário com a promoção que já estava em vigor, mas respirei fundo e decidi adiar a compra.

 

.. to be continued.