Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

...adaptar.

Ler. Sentir. Cuidar.

...adaptar.

Ler. Sentir. Cuidar.

Manchas escuras_ como eu trato

Short story.

 

Era uma vez uma menina que iniciou a sua depilação no buço de forma caseira utilizando cremes depilatórios. Essa mesma menina tinha uma pele extremamente sensível e por essa razão o creme depilatório provocava pequenas queimaduras no buço, mesmo que fosse indicado para pele sensível.

Segue-se que a pele tem memória... E passados uns anos, com a exposição solar começou a notar-se manchas castanhas na zona do buço, que para além de inestética dá ilusão da existência de pêlo, mesmo que não haja.

 

The End!

 

E como é que essa menina atualmente procura minimizar estas manchas castanhas que têm um nome pomposo - melasma?

 

Falou com o dermatologista e também pesquisou por si própria algumas opções, o que combinou no seguinte:

 

* É obrigatório (sem desculpas) aplicar muito protetor solar com fator de proteção 50, preferencialmente. E que seja específico para o rosto e adequado ao tipo de pele. No Inverno o fator de proteção pode ser um pouco mais baixo. 

 

* É aconselhável o uso de ácido retinóide em percentagens calculadas, obviamente (entre 5-10%). Este ácido é facilmente encontrado em produtos para o tratamento de acne, de pele oleosa ou de rugas e ajuda a exfoliar a pele quimicamente, removendo as células-mortas, mais superficiais. É conveniente aplicar de forma localizada, apenas sobre a mancha e aplicar à noite, sem risco de exposição solar. Sim, porque ácidos e sol não são a melhor combinação. 

 

* É igualmente aconselhável uso e (quase) abuso de vitamina C (5-10%) importante anti-oxidante, que permite que a pele não "enferruje", envelheça e escureça. Como bónus, a vitamina C é simpática para prevenir ou atenuar rugas. 

 

* O mais óbvio será o uso de um despigmentante intensivo. 

 

Estes são os ingredientes básicos e tradicionais no cuidado do melasma, mas a verdade é que os "cientistas da pele" procuram evoluir e combinar tecnologias inovadoras na busca de uma melhor performance. Assim, alguns produtos que não tenham estes ingrientes de forma explícita também podem conhecer bons resultados. 

 

 A dica é:

consultar dermatologista + conhecer a própria pele + conhecer os ingrediente ativos no combate às manchas + pesquisar produtos + tentativa e erro (a parte mais dolorosa da soma)

 

Deixo alguns exemplos de produtos que formam os acertos dessa menina:

 

Captura de ecrã 2016-08-4, às 16.33.08.png

Captura de ecrã 2016-08-4, às 16.53.56.png

 

 

Disponível online : ISDIN - FotoUltra 100 ou ISDIN - FotoUltra 50

 

Captura de ecrã 2016-08-4, às 16.33.45.png

 

Disponível online: Bioderma - White Objective

 

Captura de ecrã 2016-08-4, às 16.34.22.png

 

Disponível online: Caudalie - Vinoperfect Antimanchas

 

Captura de ecrã 2016-08-4, às 16.34.36.png

 

Disponível online: Lierac Prescription - Despigmentante (o meu queridinho mais especial)

 

Captura de ecrã 2016-08-4, às 16.34.57.png

Disponível online: Sesderma - C Vit LIpossomal

 

Importa ler bem as instruções de cada produto e perceber que alguns deles, consoante o estado da pele do restante rosto, deve ser aplicado apenas localmente. Por exemplo, ácidos e retinol não são convenientes em zonas sensíveis ou com manchas vermelhas - rosácea ou couperose.

 

Recentemente tenho testado um CC Cream da Giordani Gold - Oriflame descrita como "patenteada Tecnologia Branqueadora e Antienvelhecimento para melhorar o tom de pele e sua luminosidade. SPF 35." que tem se revelado uma surpresa. 

 

Captura de ecrã 2016-08-4, às 16.50.39.png

 

Como se adaptam no "combate" às manchas castanhas?