Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

...adaptar.

Ler. Sentir. Cuidar.

...adaptar.

Ler. Sentir. Cuidar.

Escolher o eu na discussão

calvin_arguing.jpg

 

Numa discussão, principalmente com quem se gosta, a ansiedade faz com que possamos nos precipitar e dizer algo que não queremos. Com isso alimentamos ainda mais a discussão e podemos sair todos magoados. É uma situação de perda-perda em que ninguém ganha nada com isso.

 

As palavras SEMPRE e NUNCA devem ser evitadas, porque exactamente referem-se a muito tempo.

 

Se estão a discutir um assunto é esse o tema que devem discutir e encerrar. Trazer assuntos anteriores só vai alimentar a discussão de uma forma negativa.

 

Deixar que o orgulho e a vontade "de ficar por cima" se sobreponha à razão vai fazer com que a outra pessoa sinta que pode pôr em causa o nosso sentimento por ela.

 

Se gostamos de ouvir elogios os outros também gostam. A técnica muito comum de "caça ao erro" seguida de uma lista exaustiva de "TU isto" ou "TU aquilo" para além de não resolver o assunto a discutir só faz com que haja mais mágoa e as pessoas se afastem. 

 

A discussão serve para NEGOCIAR pontos de vista diferentes não para entrar em escalada e aumentar o desacordo, dando foco à procura de culpados e vítimas. 

 

 

Estas são algumas dicas a ter em conta quando se discute. Tudo isto pode não parecer fácil mas é uma questão de trabalho, de treino connosco próprios.

 

Falar calmamente e mostrar de uma forma ASSERTIVA que estamos em desacordo, respeitando o ponto de vista do outro é a ESCOLHA acertada.